Posts Tagged ‘Presidente Prudente’

No interior, aonde?

15 de Novembro de 2009

Achei um desrespeito essa história de que o Corinthians vai jogar contra o Flamengo no interior, uma desorganização da CBF. Sem contar que esse será o último jogo em casa do ano, será a primeira vez que o Ronaldo enfrentará o Flamengo, será o jogo do “Timão é a sua cara”. Não é justo com os torcedores que esse jogo não aconteça no Pacaembu. Os jornais estão falando apenas que o jogo será no interior, mas aonde será? Nem me falem em Presidente Prudente, ainda estou traumatizada, relatei aqui em detalhes a saga que passei para assistir o último jogo lá, passei muito calor e por 24 horas não tive acesso a água e banheiro, não é drama, aquele lugar é um verdadeiro inferno. Se o jogo realmente tiver que acontecer no interior, então que seja na Arena da Fonte, em Araraquara. A média de público dos últimos jogos tem sido menos do que 20 mil pessoas, inclusive do Derby. A Arena tem capacidade para 25 mil pessoas, com todos os lugares cobertos, é o estádio mais moderno da América do Sul, um dos únicos a cumprir todas as exigências da Fifa. A cidade de Araraquara fica a 270 km de São Paulo e o acesso é pela rodovia mais moderna do país, tudo seria muito mais fácil do que em Presidente Prudente. Então, se realmente esse jogo tiver que acontecer no interior, que seja na Arena da Fonte em Araraquara, não consigo ver um lugar melhor.

ACorinthiana - Arena da Fonte

Foto da recente inauguração da Arena da Fonte

Relato de uma saga pelo Derby‏

4 de Novembro de 2009

Em 2009 eu ainda não havia assistido o Timão jogar contra o Palmeiras, esse é meu clássico preferido, lamento muito ter perdido o primeiro gol do Ronaldo, a comemoração no alambrado. Todos os jogos aconteceram em Presidente Prudente, que fica extremamente longe de São Paulo e aos domingos, fica difícil voltar e trabalhar na segunda de manhã.

Como o jogo de domingo aconteceu antes de um feriado eu resolvi ir até Presidente Prudente e não foi fácil.

- Eu não tenho carro, alugar custaria caro e não tinha ninguém para dividir o aluguel e o volante, também seria cansativo.

- Ir de ônibus rodoviário custaria super caro, 196 reais para ir e voltar em ônibus convencional, mais o taxi da rodoviária para o estádio, também seria muito monótono.

- Ir de avião também custa caro, além de não existirem horários compatíveis.

- Conseguir ingresso quando o mando não é do Timão é sempre uma dificuldade.

A solução foi ir de caravana com torcida organizada e até aí tudo bem, eu gosto. O pacote custou 50 reais, ida e volta mais o ingresso, maravilha.  Não sou sócia de torcida organizada, mas gosto muito da Camisa 12, conheci a torcida em 96 e desde então, quando vou aos jogos de caravana vou com a 12, sou muito bem tratada, é uma festa.

A saída foi marcada às 4h na sede da Camisa 12, mal dormi e fui encontrar a torcida. Um amigo me avisou que o ônibus não pararia no caminho, que eu deveria levar água e lanche. Já dentro do ônibus uma senhora idosa estava aflita esperando sua amiga também idosa que estava atrasada, um policial começou a gritar grosserias, não deixou o motorista esperar, tivemos que partir sem ela.

Foram 9 horas de viagem sem nenhuma parada, a polícia não permitiu. Tive que usar o banheiro do ônibus, que era bem ruim, não tinha pia, a torcida não tem dinheiro para alugar ônibus novos.

A essa altura o calor era insuportável, chegamos ao estádio e não tinha nenhuma sombra, consegui comer um sanduíche, mas não tinha praticamente nada para comer. Dentro do estádio não tinha água para vender, um inferno de calor, uma sede insuportável, eu quase passei mal, fiquei muito chateada em ter que perder parte do jogo procurando água para comprar e não encontrando, revoltante passar sede num calor de quase 40 graus. Eu ainda queria lavar as mãos, o rosto, quem sabe escovar os dentes. O único banheiro que encontrei era um químico e misto, havia fila de homens, desisti de usar. Depois de muito tempo consegui comprar água morna.  O jogo acabou e logo tivemos que ir para o ônibus que seguiu direto para a estrada. Depois de muitas horas, o ônibus parou apenas para abastecer, eu desci correndo e fui ao banheiro, finalmente pude lavar as mãos e usar o banheiro, uma menina tentou descer do ônibus para ir ao banheiro e o policial não deixou.  Seguimos direto para São Paulo, cheguei em casa às 5h30 da manhã. Fiquei mais de 24 horas sem acesso à água potável, banheiro, sem poder lavar as mãos porque a polícia não permitiu. Um absurdo! Corinthiano sofre demais para ver o Timão. Ter acesso a água potável e banheiro é o mínimo que posso esperar.

Corinthians e Palmeiras já foram convidados a mandar jogos na recém inaugurada Arena da Fonte Luminosa, que fica em Araraquara a 270 km de São Paulo com acesso por uma ótima rodovia. A Arena é uma das mais modernas do mundo, uma das únicas a cumprir todas as exigências da FIFA, tem capacidade para receber 25 mil pessoas com 100% dos lugares cobertos. Em frente ao estádio existe uma enorme praça para receber a torcida antes do jogo. O lugar seria perfeito para o jogo de domingo, não entendo a razão de jogar naquela lonjura e castigar a Fiel, o público foi de 18 mil pessoas.

O melhor de tudo é que eu não me abalo, aqui é Corinthians. É revoltante ter que ir até Presidente Prudente e não ter acesso a coisas básicas, por isso escrevi esse texto, mas o amor pelo Corinthians é maior.

Por outro lado a viagem foi maravilhosa, chegando na Camisa 12 pude sentir a energia da Fiel, é muito legal subir as escadas enquanto pessoas descem nos cumprimentando. Cumprimento de corinthiano é diferente. No ônibus a gentileza e o cavalheirismo de sempre, músicas lindíssimas, galera show de bola. Nem senti o tempo passar. Fiquei muito eufórica quando chegamos à cidade, eu queria muito conhecer o estádio onde Ronaldo marcou o primeiro gol e o famoso alambrado, eu tava tão feliz. Entrando no estádio a Fiel tava em festa, sempre a maior torcida, até quando o mando é dos outros. A Camisa 12 é incansável, não parou de cantar os 90 minutos. O primeiro gol do Ronaldo foi muito bom, o gol foi do lado oposto, eu me senti frustrada em não comemorar no alambrado. Veio o segundo tempo e outro gol do Ronaldo, eu parei por um instante para agradecer a Deus por ter oportunidade de ver o gol, parece um sonho ver essa fase do Timão, nem seremos campeões brasileiros, mas o segundo gol do Ronaldo fez eu me senti a torcedora mais feliz do mundo, que delícia de vida essa de corinthiana. Eu corri para o alambrado, ele estava ali pertinho e pedia calma para a Fiel não derrubar o alambrado, foi demais.  Toda a dificuldade de ser corinthiana é recompensada nesses momentos de ecstasy que só o Timão me proporciona. Uma das maiores sensações da minha vida é gritar um gol do Corinthians no meio da minha torcida, os gols de domingo foram especiais. Então eu realmente não podia perder isso por nada. O Timão acabou cedendo o empate mesmo jogando muito melhor que o líder do campeonato, uma pena. Também não ajudamos os bambis na tabela, isso foi bom.

Corinthians decidindo o campeonato enquanto fica afinado para Libertadores, já estamos comemorando desde já. Vai começar a grande festa, o centenário do meu amor, Corinthians Paulista, valente guerreiro, abençoado por São Jorge padroeiro.

Vai Corinthians!!!

ACorinthiana Nov-09 100

O famoso alambrado do Ronaldo em Presidente Pudente

 

 

 

 


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.